Início Escandinávia e Brasil Com série de contos, sueca Storytel cria 'vacina' anti-isolamento

Com série de contos, sueca Storytel cria ‘vacina’ anti-isolamento

Após abrir seu catálogo para não-assinantes por 30 dias, plataforma de áudio lança contos inéditos para ajudar ouvintes brasileiros na quarentena

A Storytel criou um antídoto para o isolamento da quarentena: uma série de contos em áudio criada para ajudar o público brasileiro durante a pandemia. A plataforma sueca de podcasts e audiolivros lançou a novidade nesta sexta-feira (3/4). Ao todo, mais de 30 autores vão participar da iniciativa.

Batizada de Vai ficar tudo bem, a série trará contos de ficção inéditos, escritos por nomes como Francisco Azevedo, Chico Felitti, Martha Batalha, Cristina Judar e Edney Silvestre. As narrativas têm como objetivo “combater o momento de estranheza oferecendo acalanto nesse período de isolamento social”, segundo registra o site Publishnews, especializado no mercado editorial.

A cada sexta-feira, cinco novos contos da série, de autores diferentes, estarão disponíveis na plataforma. O episódio de estreia tem Francisco Azevedo, com o conto Conta comigo; Chico Felitti, com Ô, ô, ô; Luize Valente, com Não importa onde a gente esteja; Vinícius Grossos, com O menino do outro lado da porta; e Chris Melo, com É sempre mais escuro antes do fim.

Para que os conteúdos cheguem a mais pessoas, a Storytel levará a série a outras plataformas de áudio, como a também sueca Spotify e a Apple Podcasts. O cronograma inicial prevê novos episódios até o dia 24 de abril. A série poderá ser ampliada se as medidas de isolamento social forem estendidas.

Catálogo gratuito

E essa não é a única iniciativa da plataforma para tentar ajudar os brasileiros a enfrentarem a quarentena, medida necessária para reduzir a velocidade de disseminação do coronavírus. Em março, a empresa anunciou também que todo o seu catálogo estaria disponível para não-assinantes. Para saber mais sobre a iniciativa, clique aqui.

Fundada na Suécia em 2005, a Storytel estreou no Brasil oficialmente em setembro do ano passado. Em novembro, André Palme, que comanda a operação brasileira, foi um dos participantes do Scandinavian Day, seminário que em 2019 teve como tema “Valores e Negócios: A Experiência Escandinava”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -