Início Sociedade Seleção de futebol iguala premiações de homens e mulheres - na Finlândia

Seleção de futebol iguala premiações de homens e mulheres – na Finlândia

As premiações para atletas das seleções masculina e feminina de futebol serão rigorosamente as mesmas daqui para a frente – não no Brasil, mas na Finlândia. Ao anunciar a novidade na última quarta-feira (4/9), a Federação Finlandesa de Futebol disse esperar que sua medida inspire outros países a fazer o mesmo.

"Nós queremos ajudar a desenvolver uma sociedade mais responsável e igualitária", disse o presidente da entidade, Ari Lahti, segundo o jornal britânico Daily Mail. "Esperamos que nosso exemplo também inspire a mídia, patrocinadores e parceiros a investirem no futebol feminino."

LEIA TAMBÉM:
– Futebol: conheça Pia Sundhage, a sueca que comandará a seleção brasileira feminina
– O que faz a força das escandinavas no futebol? Mais que dinheiro, oportunidade
– Como um clube dinamarquês pode ajudar a desenvolver o futebol nos EUA

A Federação Finlandesa fez o anúncio em suas redes sociais com texto "Mesmos sonhos, mesmos objetivos, mesmo jogo, mesmo contrato. Temos o orgulho de anunciar que temos contratos iguais para as equipes nacionais de mulheres e homens". A mensagem foi acompanhado por um vídeo gravado por Nora Heroum, meio-campista que defende o Milan, da Itália (ver abaixo). 

A seleção feminina assinou um contrato de quatro anos com a Federação Finlandesa que vai assegurar às atletas as mesmas premiações pagas aos homens em vitórias e empates. Com isso, a entidade reforça o pioneirismo escandinavo nessa frente: a Noruega foi o primeira país a fazer o acordo do gênero com suas atletas, firmado em outubro de 2017.

"Para muitas de nós, o contrato é importante não apenas do ponto de vista econômico, mas também para atestar de uma maneira tangível que as equipes principais [masculinas e femininas] são iguais", disse a capitã finlandesa Tinja-Riikka Korpela. A seleção feminina da Finlândia ocupa hoje a 31ª posição no ranking da FIFA. O time dos homens, por sua vez, é atualmente o 57 no ranking da entidade que comanda o futebol no mundo

(Foto: Daniela Porcelli / Getty Images)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -