Início Turismo e Cultura Produções nórdicas são opções diferenciadas disponíveis em streaming

Produções nórdicas são opções diferenciadas disponíveis em streaming

Se as séries escandinavas já caíram no gosto do público brasileiro, os filmes também têm se mostrado bem interessantes. São comédias, dramas, romances, suspenses e vários outros gêneros disponíveis no catálogo do Netflix. Essa é uma relação das produções mais recentes vindas da Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia. 

Filmes

Ponto Vermelho, produzido em 2002,na Suécia, é um suspense que acompanha David e Nadja, um jovem casal que enfrenta uma crise no relacionamento. Com a gravidez de Nadja, os dois decidem fazer uma viagem ao norte da Suécia para acampar e tentar recuperar o relacionamento. No entanto, uma briga com dois caçadores locais começa a transformar essa escapada romântica em um pesadelo. Um ponto vermelho de laser aparece na barraca dos dois, que são forçados a fugir nesse ambiente gelado e selvagem. Totalmente isolados nas montanhas, eles são perseguidos por atiradores implacáveis. Além de lutar para sobreviver, o casal também precisa lidar com os fantasmas do passado.

Um Homem de Sorte – filme de 2018 e vem da Dinamarca.  Trata-se de um drama de época que conta três histórias sobre o seu protagonista, um talentoso estudante de engenharia que abandona suas raízes austeras para buscar riqueza e sucesso em meio à elite de Copenhague. Mas o mesmo orgulho que o motiva pode representar sua ruína. Nessa narrativa, se desenrola a sua relação com a religião após uma infância complicada, seu interesse por diversas mulheres e sua batalha contra os seus monstros interiores enquanto convive em sociedade. 

Batalhas, vindo da Noruega, o longa de 2018, conta a história de Amalie, um linda jovem de uma família rica da Noruega, que  se dedica a sua vida a estudar dança em uma conceituada escola norueguesa. A vida da estudante muda com a falência do pai, e ela  vê seu estilo de vida luxuoso desmoronar. Mas uma nova reviravolta em sua vida acontece quando ela conhece o dançarino de hip-hop Mikael.

Duelo no Asfalto – o filme é de 2020 e foi produzido na Noruega. Ele é uma espécie de Velozes e Furiosos nórdico.  O asfalto está em chamas, e os carros tunados aceleram a todo vapor da pista de Trollstigen, na Noruega, até Nürburgring, na Alemanha, passando pela Suécia e Dinamarca, onde Roy (Anders Baasmo Christiansen) precisa vencer uma corrida para não perder a noiva Sylvia (Jenny Skavlan) por causa de uma aposta que fez no dia do casamento, depois de uma bebedeira. A desafiante é Robin (Alexandra Maria Lara), que também está apaixonada por Sylvia. Nessa viagem absurda e turbulenta, Roy precisa enfrentar adversários difíceis e fugir da polícia. Só que desistir não é uma opção, afinal de contas, “a corrida só acaba na linha de chegada”.

O centenário que saiu sem pagar a conta e sumiu – O filme suéco de 2016 conta a história de um excêntrico ex-espião e seu amigo que partem em uma inusitada busca internacional. A dupla viaja e tenta ter acesso à fórmula de um refrigerante soviético valioso.

 

 

Kadaver – Esse é trailer norueguês entrou em cartaz no Netflix em 2020. A história narra tempos apocalípticos de fome, uma peça de teatro num hotel, com jantar incluído, atrai uma multidão. Mas uma família descobre que o preço a pagar é bem maior que o do ingresso. O filme traz uma reflexão sobre o sistema de classes da sociedade. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -