Início Sociedade Premiê da Finlândia tira dúvidas das crianças sobre a pandemia

Premiê da Finlândia tira dúvidas das crianças sobre a pandemia

Crianças ouviram esclarecimentos sobre o coronavírus também das ministras da Educação, Li Andersson, e da Ciência e Cultura, Hanna Kosonen

Assim como os adultos, as crianças também têm muitas dúvidas sobre a pandemia. Na última sexta-feira, a primeira-ministra da Finlândia, Sanna Marin, respondeu em pessoa  (24/4) algumas das perguntas feitas pelo público infantil. A “coletiva de imprensa”, transmitida ao vivo, foi não-presencial, como determinam as medidas de distanciamento social, adotadas para conter a disseminação da covid-19.

Ao lado da premiê estavam as ministras da Educação, Li Andersson, e da Ciência e Cultura, Hanna Kosonen. “A situação na Finlândia é boa?”, perguntou um dos pequenos finlandeses. A primeira-ministra assegurou que, “se compararmos nossa situação com as de outros países, estamos bem. “Estamos acompanhando como a situação está se desenvolvendo porque queremos proteger a todos.”

As perguntas sobre a pandemia foram feitas por crianças com idades entre 7 e 12 anos, via link de vídeo. Uma das dúvidas, claro, foi sobre quando elas poderão voltar à escola. “Estamos ouvindo especialistas para ver quando será possível”, respondeu a ministra Li Andersson. A consulta é se isso ocorrerá no fim da primavera (junho) ou no outono (que no hemisfério norte começa em setembro).

Iniciativa conjunta

O evento foi organizado pela revista Apu Juniori, pela emissora pública Yle e pela seção do jornal Helsingin Sanomat voltada ao público infantil. A iniciativa finlandesa seguiu-se à adotada também na Noruega pela primeira ministra Erna Solberg. Em março, a norueguesa respondeu apenas perguntas de crianças em um programa de TV. A experiência foi repetida neste mês de abril.

Até esta terça-feira (28/4), a Finlândia confirmou 4.740 casos da doença e 199 mortes. A taxa de letalidade, de 4,2%, está abaixo da média mundial, de 7%. O país tem mantido fortes restrições para a circulação de pessoas. As medidas têm custado ao país € 1,2 bilhão por semana, segundo cálculo revelado nesta terça pela Câmara de Comércio da Finlândia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

“Scandinavian Way” é finalista nos EUA do prêmio PR Daily Awards

0
O Scandinavian Way é um dos finalistas do prêmio internacional PR Daily Awards, criado para identificar os melhores projetos do mundo nas áreas de...