Início Sociedade Por que um bairro de Copenhague é um dos mais "cool" do...

Por que um bairro de Copenhague é um dos mais "cool" do planeta

Vesterbro, em Copenhague, já foi conhecida na capital dinamarquesa como uma área de prostituição, mas essa imagem ficou no passado. Hoje, o bairro é, em vez disso, um dos mais "cool" do planeta, segundo a lista publicada nesta terça-feira (17/9) pela revista britânica Time Out, um guia de eventos especializado em conteúdos sobre cultura e entretenimento. 

Não há uma tradução precisa para o português de cool, expressão em inglês que pode designar algo (ou alguém) interessante, instigante, não-óbvio, legal ou "descolado", para apelar a um sinônimo não exatamente cool. Juntas, todas essas características ajudam a explicar a escolha da publicação. O ranking da Time Out apresenta 50 bairros de grandes cidades do mundo que, por causa de suas características únicas, são imperdíveis para os visitantes.

LEIA TAMBÉM:
– Copenhague é a segunda metrópole mais atrativa do mundo, diz ranking
– Oslo, Copenhague e Helsinque estão entre as cidades mais "amigas das bicicletas"
– Copenhague é a cidade a visitar em 2019, segundo o Lonely Planet

E o que faz de Vesterbro um local tão especial? Segundo a revista, o passado decadente do bairro deu lugar a uma rica vida cultural e a uma agitada vida noturna. Localizada a sudoeste de Tivoli Gardens, um dos mais populares pontos turísticos de Copenhague – e também um dos melhores parques de diversão do mundo -, essa vizinhança criativa é o lar de artistas, designers, cineastas e fotógrafos. Além disso, a região reúne atrações como feiras de alimentos orgânicos, boutiques vintage e bares de cerveja artesanal.

Em Vesterbro fica ainda a charmosa e cafona rua comercial Værnedamsvej, conhecida como a "pequena Paris" da capital dinamarquesa, e o Meatpacking District, um conjunto de galpões centenários que já abrigaram abetedouros de gado e hoje reúne lojas, empresas e galerias. 

A lista da Time Out foi feita com base em uma pesquisa com mais de 27 mil pessoas, entrevistadas em todo o mundo. Vesterbro ficou em 32º no ranking, encabeçado pelo bairro de Arroios, em Lisboa (Portugal). O representante brasileiro na relação foi o Bom Retiro, bairro da região central de São Paulo, que apareceu em 25º lugar.

Abaixo, quatro indicações sobre o que fazer no bairro mais imperdível da capital dinamarquesa, segundo a revista:

Onde comer
"Há uma filosofia simples por trás da comida do Cofoco, um porão bem-iluminado e de tijolos aparente localizado no meio de Vesterbro: pegue os melhores ingredientes dinamarqueses e prepare-os de forma simples e elegante. Todos os pratos vêm em pequenas porções, o que permite que você prove mais. Isso significa que você não tem desculpa para não experimentar o lombo, um dos melhores da cidade."

Onde beber
"Espalhada por três andares de um antigo boticário do século XVIII, o bar da moda Lidkoeb é aconchegante e convidativo com sua mobília em madeira escura, suas luminárias vintage e suas peles de carneiro. Lá é o ponto em que os belos dinamarqueses tomam coquetéis incríveis, incluindo a Østersø Cola: Pimms, vodka, licor de pêssego e alcaçuz (com a maioria dos ingredientes sendo de origem dinamarquesa)."

O que fazer
"Nenhuma viagem a Copenhague é completa sem uma visita ao Tivoli Gardens, o segundo parque de diversões mais antigo do mundo, que combina diversão familiar à moda antiga com comodidades modernas. Ande na Rutschebanen, que fica entre as montanhas-russas de madeira mais antigas do mundo; veja a cidade a 80 metros de altura no [carrossel] Star Flyer; ou relaxe no imaculado jardim japonês."

Onde ficar
Instalado em uma antiga fábrica da cervejaria Carlsberg, um dos edifícios mais emblemáticos de Copenhague, o Hotel Ottilia, inaugurado recentemente, é uma obra-prima do design industrial e elegante: concreto bruto, instalações leves e janelas panorâmicas são algumas de suas características. Há um terraço na cobertura com uma vista incrível. Diariamente, o hotel oferece ainda a Hora do Vinho, na qual, a partir das 17h, a primeira taça da bebida é por conta da casa."

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -