Início Inovação O novo plano da sueca Ikea: decorar casas extraterrestres

O novo plano da sueca Ikea: decorar casas extraterrestres

A Ikea, empresa sueca que fabrica e comercializa móveis e objetos de decoração, construiu boa parte de sua ótima reputação sobre a ideia de que mesmo os menores espaços podem se tornar moradias agradáveis. Agora, depois de conquistar o mundo com esse raciocínio, ela quer, literalmente, levá-lo para fora do planeta: sua nova ambição é mobiliar e decorar as futuras casas extraterrestres.

A iniciativa surgiu há dois anos, quando a Ikea enviou uma equipe de designers para a Mars Desert Research Station (MDRS). Construída no deserto do Utah, nos Estados Unidos, a estrutura simula as condições que seriam encontradas em uma estação espacial instalada em Marte.

LEIA TAMBÉM:
– Um sonho na prancheta: um hotel 600m acima de um fiorde norueguês
– Suécia cria fachadas portáteis para alegrar escolas montadas em antigas fábricas
– Cozinha de aluguel: em vez de vender móveis, a sueca Ikea testa novo modelo de negócios

Christina Levenborn, designer de interiores da empresa, foi uma das profissionais escaladas para o projeto. Ela se instalou no local, e da experiência surgiu uma linha de decoração para pequenos espaços terrestres. O passo seguinte foi criar ambientes específicos para abrigar astronautas e pesquisadores em futuras missões espaciais, como registra a revista Fast Company.

Anos de pesquisas de mercado realizadas em todo o mundo e a experiência na prática deram à Ikea clareza de que segurança, conforto e pertencimento são as sensações-chave para uma pessoa se sentir "em casa" em um local – ainda que ele fique em outro planeta. 

Parte do que torna uma casa confortável é a sensação de privacidade e espaço. Isso pode ser criado com móveis que mantêm as coisas ao mesmo tempo organizadas e fora de vista. Para isso, a Ikea instalou as BROR, suas conhecidas prateleiras desmontáveis, de aspecto industrial, nas áreas de trabalho, para guardar as ferramentas (e que têm como trunfos adicionais a resistência à poeira, à umidade e a cargas pesadas).

No laboratório, a Ikea montou móveis que podem ser configurados de várias maneiras para permitir espaço multiuso. O carrinho, a mesa e os bancos da cozinha podem ser usados ??como espaço de trabalho individual ou como área de reunião; os moradores podem ficar de pé ou sentados enquanto trabalham.

Os seis quartos representar um desafio extra, já que são espaços bastante pequenos – e também os únicos locais em que os pesquisadores podem ficar sozinhos e recarregar suas energias. Os designers equiparam os dormitórios com organizadores e ganchos pendurados, além de carregadores USB. Eles também incluíram lâmpadas com brilho quente, que deixaram o espaço mais alegre.

"Nós sempre queremos testar e melhorar nossas habilidade. Com a MDRS, esperamos aprender mais sobre como viver em espaços extremamente pequenos e como nossos produtos podem ser usados", disse Christina Levenborn, em comunicado. "Há também conhecimentos a serem adquiridos sobre a escassez de material, reaproveitamento e vida sustentável. A preparação para esse tipo de escassez em Marte concentra-se em todas as coisas boas que temos na Terra e para as quais não damos o devido valor."

Design de interiores, como se vê, também leva a ciência adiante – e vice-versa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

“Scandinavian Way” é finalista nos EUA do prêmio PR Daily Awards

0
O Scandinavian Way é um dos finalistas do prêmio internacional PR Daily Awards, criado para identificar os melhores projetos do mundo nas áreas de...