Preloader

Sociedade

Noel também é cultura: na Islândia, a tradição é trocar livros no Natal

terça-feira, 18 de dezembro de 2018
Noel também é cultura: na Islândia, a tradição é trocar livros no Natal

A Islândia tem uma das populações com maior índice de leitura do mundo. Esse fenômeno cultural está na entrelinha de uma tradição carregada de simbologia: após a ceia de Natal, as famílias costumam passar o restante da noite lendo - muitas vezes, os livros que acabaram de ganhar.

LEIA TAMBÉM:
Como Rovaniemi, na Finlândia, renasceu das cinzas até virar a terra do Papai Noel

- Papai Noel coadjuvante: no Natal da Noruega, quem brilha é o Julenisse
No dia de Santa Luzia, suecos têm uma das mais importantes tradições de fim de ano
Selo postal natalino surgiu na Dinamarca, que mantém a tradição desde 1904

Essa tradição teria começado durante a Segunda Guerra Mundial, quando era muito difícil conseguir importar livros. Com as restrições impostas pelo conflito, os islandeses começaram a imprimir livros e presentear uns aos outros.

Com o tempo, esse costume se transformou na espinha dorsal da própria indústria editorial islandesa, país em que um em cada dez habitantes vai publicar ao menos um livro durante a vida, de acordo com a BBC. Os lançamentos literários no país se concentram nos três últimos meses do ano - um verdadeiro "dilúvio de livros de Natal", ou, em islandês, "Jólabókaflóð".

Cerca de 70% dos lançamentos ocorrem entre outubro e dezembro, segundo o jornal espanhol El País. Para ajudar os leitores em suas escolhas de presentes, em outubro circula o Bókatíðindi, um catálogo que apresenta todos os novos títulos do ano. Ele chega às casas das pessoas, mas também pode ser consultado na internet. Dois de cada três islandeses costumam receber livros de presente na noite de natal, segundo dados oficiais.

Há variações sobre as maneiras de trocar os presentes. Em uma das mais conhecidas, cada integrante da família leva um livro e o coloca em uma pilha. Depois, cada um escolhe o livro de sua preferência. Feitas as escolhas, muitas pessoas se aconchegam com seu livro ou leem umas para as outras. Tanto melhor se for diante da lareira, em pleno rigor do inverno islandês.

Na Islândia, Papai Noel também é cultura.