Preloader

Sociedade

Quer dosar melhor trabalho e lazer? Faça como os dinamarqueses

quarta-feira, 30 de outubro de 2019
Quer dosar melhor trabalho e lazer? Faça como os dinamarqueses

Se você está insatisfeito com o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal e quer buscar inspiração para mudar sua rotina, talvez valha conhecer como é essa realidade na Dinamarca. O país é um dos que têm a melhor relação entre o tempo dedicado à profissão e ao lazer, segundo uma pesquisa revelada neste mês pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

SCANDINAVIAN DAY 2019 - DIA 6 DE NOVEMBRO
- Clique para saber mais sobre o evento e se inscrever

A Dinamarca ficou em terceiro lugar no equilíbrio entre trabalho e lazer, atrás apenas de Holanda e Itália. Para o levantamento, a organização considerou dados como a jornada semanal dos trabalhadores, taxa de desemprego e garantia de direitos como licença parental.

Segundo a OCDE, apenas 2,3% dos trabalhadores dinamarqueses cumprem jornadas semanais de mais de 50 horas, proporção bem abaixo da média entre os 40 países incluídos no estudo, de 11%. Em linhas gerais, os dinamarqueses dedicam 15,9 horas por dia a lazer, compromissos pessoais - ou simplesmente o ócio.

A avaliação do equilíbrio entre trabalho e vida pessoa feita pela OCDE é parte de um estudo mais amplo da entidade, o Better Life Index, que é uma espécie de ranking do bem-estar dos países. Diferentemente de outros comparativos do gênero, esse é dinâmico. Em outras palavras, a classificação muda de acordo com o peso dado a cada um dos 11 itens avaliados - a lista inclui ainda dados sobre moradia, segurança, engajamento cívico e satisfação pessoal.

Com peso igual dado aos 11 itens incluídos no Better Life Index, a Noruega ficou em primeiro lugar na lista geral. Na segunda posição apareceu Austrália e logo atrás, a Islândia. Todos os escandinavos ficaram entre os dez primeiros na lista global - Dinamarca, Suécia e Finlândia apareceram em quinto, oitavo e nono lugares, respectivamente.

A OCDE é uma organização que reúne as economias mais desenvolvidas do planeta. Ainda que seja formada por 36 países, o estudo considerou os dados de 40, entre eles o Brasil, que não integra a entidade. O Brasil ficou em 35 lugar no ranking geral do levantamento.

Clique aqui para consultar o Better Life Index na íntegra.

SCANDINAVIAN DAY 2019 - CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO E INSCREVA-SE