Preloader

Meio Ambiente e Sustentabilidade

Com aquecimento global, praias da Noruega podem até sumir, diz pesquisador

terça-feira, 30 de julho de 2019
Com aquecimento global, praias da Noruega podem até sumir, diz pesquisador

O aquecimento global tem aumentado o nível dos oceanos, um fenômeno que tem sido bastante estudado por cientistas de todo o mundo. Segundo um novo alerta, se a poluição da atmosfera não for revertida, esse problema, que é global, pode ter um efeito particularmente devastador para a Noruega: o desaparecimento de suas praias.

De acordo com essa nova projeção, as praias norueguesas correm risco de ficar consideravelmente menores até a virada deste século. Em alguns casos, caso esse cenário hipotético se concretize, elas podem até sumir completamente.

LEIA TAMBÉM:
Sob onda de calor, Escandinávia registra suas maiores temperaturas em décadas
Em nome da preservação, Noruega proíbe pesca até de bacalhau
Qualidade do ar bate recorde positivo na Noruega, diz pesquisa

“Com base nas emissões atuais de gases do efeito estufa, esperamos um aumento de 80 centímetros a 1 metro do nível global do mar nos próximos 100 anos”, disse à emissora pública NRK o pesquisador Halfdan Kierulf, da Autoridade Cartográfica Norueguesa.

A projeção de elevação do nível dos oceanos é ainda mais preocupante porque ela não leva em consideração a possibilidade de derretimento massivo das camadas de gelo existentes na Groenlândia e na Antártida. "Se essas geleiras entrarem em colapso, os números podem ser significativamente mais altos, talvez de muitos metros", afirma ele.

No pior dos cenários, o aumento do nível do mar teria um efeito devastador principalmente sobre as praias do oeste da Noruega e, mais ao norte, sobre o arquipélago de Lofoten (foto), de grande apelo turístico. O impacto sobre as praias do leste norueguês, no entorno do Fiorde de Oslo, tendem a sofrer menos devido à maior elevação no interior dessa baía.