Preloader

Meio Ambiente e Sustentabilidade

População do urso pardo, animal-símbolo da Finlândia, cai após crescer por seis anos

terça-feira, 23 de julho de 2019
População do urso pardo, animal-símbolo da Finlândia, cai após crescer por seis anos

Depois de um crescimento constante registrado desde 2012, a população de ursos pardos caiu 5% na Finlândia neste ano em relação a 2018, de acordo com os dados apresentados pelo governo neste mês. O anúncio ocorre depois de o país ter aumentado a cota de caça do animal, medida adotada, em parte, para proteger as renas.

LEIA TAMBÉM:
Pela primeira vez em 16 anos, Islândia não terá caça às baleias
Lahti, na Finlândia, é eleita a Capital Verde da Europa para 2021
Em nome da preservação, Noruega proíbe pesca até de bacalhau

Animal-símbolo da Finlândia, o urso pardo é protegido pela chamada Diretiva de Habitat da União Europeia, mas o país permitiu o aumento da caça no ano passado dizendo que a população da espécie é grande o suficiente para ser regulamentada pela diretiva de "habitat natural", que permite a caça. A população finlandesa de ursos pardos tem hoje entre 2.020 e 2.130 indivíduos, abaixo dos 2.130 a 2.260 estimados em 2018.

Segundo o Ministério da Agricultura e Silvicultura, o aumento da cota média de caça, de 355 ursos, foi adotado no ano passado para estabilizar o crescimento da população do animal e evitar danos de longo prazo às renas. Para este ano, o Ministério já reduziu a cota para 313 ursos.

As áreas onde a caça é permitida são definidas de forma que mais ursos sejam mortos em territórios de criação de renas, uma medida que busca proteger pastores indígenas, como os Samis. Além disso, ursos jovens não podem ser abatidos. Com exceção da Rússia, que tem a maior população mundial de ursos pardos, a Finlândia está entre os três principais habitats desse animal na Europa, ao lado de Romênia e Suécia.