Preloader

Sociedade

Três universidades escandinavas aparecem entre as 100 melhores do mundo

segunda-feira, 24 de junho de 2019
Três universidades escandinavas aparecem entre as 100 melhores do mundo

A Universidade de Copenhague, na Dinamarca, a de Lund, na Suécia, e a também sueca KTH Royal Institute of Technology estão entre as 100 melhores do mundo, segundo a versão mais recente do QS World University Rankings, que acaba de ser divulgada. O levantamento, que está em sua 16ª edição, é elaborado pela consultoria global de ensino superior Quacquarelli Symonds.

São, assim, três escandinavas no top 100, uma a mais que na edição anterior da pesquisa. Com mais de 40 mil estudantes e 9 mil funcionários, a universidade dinamarquesa, a mais bem colocada da região, subiu sete posições no ranking e chegou à 72ª colocação. A Universidade de Lund manteve a 92ª posição de 2018, enquanto o KTH Royal Institute of Technology subiu da 104ª para a 98ª colocação.

LEIA TAMBÉM:
Suécia é um dos melhores países para imigrantes qualificados e Noruega, para universitários
Graças a pesquisadores finlandeses, usar teclados na França vai ficar mais fácil
No centenário de sua independência, Finlândia presenteia o mundo com ‘biblioteca do futuro’

O levantamente destaca o peso da Universidade de Copenhague (foto) na área de pesquisa. A instituição tem parcerias com empresas do setor privado como GlaxoSmithKline, Microsoft, Novo Nordisk, Novozymes e VELUX, destaca a Quacquarelli Symonds. "Pesquisadores talentosos colaboram para trazer descobertas científicas do laboratório para a sociedade", diz o texto sobre a instituição. "Além disso, a Universidade de Copenhague assina cerca de 800 acordos de colaboração todos os anos, tanto públicos quanto privados."

A Universidade de Lund se destaca, entre outros quesitos, pela diversidade dos cérebros que ela atrai - mais de 30% de seus estudantes são estrangeiros. "Os estudantes de outros países internacionais apreciam a instituição por causa de sua ampla gama de mais de 100 programas de graduação internacionais, além de intercâmbio e doutorado", afirma a QS. O KTH, por sua vez, é lembrado como "a maior e mais respeitada universidade técnica da Suécia". "Desde sua fundação em 1827, o KTH tem estado no centro dos avanços tecnológicos suecos."

A Quacquarelli Symonds utiliza seis indicadores para compilar o ranking: reputação acadêmica, reputação entre empregadores, citações por faculdade, proporção de professores por aluno, proporção de professores e de estudantes estrangeiros. O Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, manteve o primeiro lugar no ranking, enquanto a Universidade de São Paulo, no 116 lugar, é a brasileira mais bem avaliada.

Clique aqui e conheça o ranking completo.