Preloader

Sociedade

Filme vai contar a bizarra história que deu origem ao termo Síndrome de Estocolmo

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019
Filme vai contar a bizarra história que deu origem ao termo Síndrome de Estocolmo

A Síndrome de Estocolmo é o nome dado a um estado psicológico em que, depois de um longo tempo sendo intimidada, a pessoa acaba desenvolvendo simpatia e até afeição por seu agressor. Isso muita gente já sabe. Menos conhecida é a história que deu origem ao termo - sim, uma história real, com elementos absurdos, que acaba de ganhar uma versão para os cinemas.

LEIA TAMBÉM:
O cinema dinamarquês é um dos mais premiados do mundo na atualidade. Qual o segredo?
Finlândia é a nova estrela das produções internacionais de cinema e TV
Uma piada de US$ 1 trilhão: na Noruega, maior fundo soberano do mundo virou sitcom

Estocolmo, o filme, é estrelado por Ethan Hawke. O astro de filmes como Boyhood, Dia de Treinamento e Sociedade dos Poetas Mortos vive Lars Nystrom, que finge ser um americano arrogante para assaltar um dos maiores bancos da capital sueca. Seu plano é fazer reféns na agência para libertar da cadeia seu amigo Gunnar, interpretado por Mark Strong (Kingsman: Serviço Secreto, Rock'n'Rolla: A Grande Roubada, Sherlock Holmes).

Como fica claro no trailer do filme, inicialmente os reféns ficam assustados, mas logo se sentem confortáveis com o assaltante - que, aliás, mostra não ter muito jeito para o crime. Em meio ao assalto, Nystrom acaba vivendo um romance com Bianca Lind. A personagem é vivida pela atriz sueca Noomi Rapace, que ganhou fama internacional com a trilogia Millennium e depois, em Hollywood, protagonizou grandes produções como Prometheus, dirigida por Ridley Scott.

 

O assalto original ocorreu em 1973 e, embora o roteiro do filme tenha as habituais licenças poéticas de uma obra de ficção, a trama central é a mesma: uma assaltante que faz reféns em uma agência bancária para tentar tirar seu amigo da cadeia. Jan-Erik Olsson, o assaltante, hoje tem 73 anos e já pediu desculpas publicamente várias vezes por seus crimes. Depois do episódio, ele morou na Tailândia, onde comandava um supermercado, com sua esposa e o filho do casal. Ele voltou a morar na Suécia e abriu uma oficina mecânica.

Dirigido pelo canadense Robert Budreau (que também dirigiu Ethan Hawke na cinebiografia de Chet Baker, de 2015), o filme foi exibido pela primeira vez no ano passado no Tribeca Film Festival, em Nova York, mas ainda não entrou em circuito comercial - as datas de estreia ainda não foram divulgadas. O trailer do filme foi divulgado nesta quarta-feira (27/2).