Preloader

Sociedade

Greenspan: a resposta para os problemas de bem-estar social dos EUA está na Suécia

Greenspan: a resposta para os problemas de bem-estar social dos EUA está na Suécia

Os Estados Unidos poderiam seguir o exemplo da Suécia para resolver seus problemas com o estado de bem-estar social. A afirmação é de ninguém menos que Alan Greenspan, o longevo e respeitado ex-presidente do Federal Reserve, o banco central americano.

Para a plateia de um evento realizado em Londres nesta segunda-feira (26/11), Greenspan disse, em link de vídeo, que o problema real com os direitos está na recusa em financiá-los, e não nas garantias de ajuda do governo em si. A Suécia não tem problemas em se sustentar, embora tenha um dos estados de bem-estar mais generosos do mundo.

A nação nórdica “é um exemplo perfeito de um país que tinha os problemas que temos hoje nos EUA, e eles os resolveram”, disse Greenspan, segundo registro da agência Bloomberg. “[O problema] Não são os déficits, e sim deixar de financiar maiores gastos.”

O elogio não deixa de ser surpreendente, já que, em seu livro mais recente  – Capitalismo na América: Uma História, escrito com o jornalista Adrian Wooldridge, –, sobre o qual o ex-presidente do Fed falou para o público do evento londrino, Greenspan argumenta que o crescimento dos gastos com benefícios sociais corresponde a menos inovação e empreendedorismo. A Suécia tem uma carga tributária relativamente alta – de algo em torno de 48%; nos EUA, ela está em 27% – , mas também há mais oferta de benefícios por parte do Estado.

A Suécia tem a reputação de oferecer um estado de bem-estar social caro, mas nos anos 90 o país mudou seu modelo de aposentadorias, que passou de um sistema de benefício definido para um de contribuição definida. Enquanto os EUA e muitos outros países industrializados lutam com as dificuldades de financiamento de seus programas de aposentadoria, o sueco é construído para ser um sistema de autocorreção e pagamento conforme o uso. Essa modelagem o tem mantido em equilíbrio permanente.