Início Meio Ambiente e Sustentabilidade Noruega aprova projeto gigante de armazenamento de carbono no Mar do Norte

Noruega aprova projeto gigante de armazenamento de carbono no Mar do Norte

A Noruega aprovou na terça-feira um projeto gigante para capturar e armazenar CO2 a 2.600 metros abaixo do mar. A iniciativa é vista com ressalvas: se por um lado vai ajudar a reduzir a emissão de gases causadores das mudanças climáticas da atmosfera, por outro é visto como uma solução ruim por alguns ambientalistas, algo como esconder a sujeira “embaixo do tapete”.

O projeto Nothern Lights consiste em injetar CO2 capturado de empresas industriais norueguesas em formações geológicas, sob o mar, de onde ficará, de acordo com a previsão, preso para sempre. O potencial do projeto, que deve começar a operar em 2024, é de armazenar 1,5 milhão de toneladas de CO2 por ano, mas essa capacidade pode ser ampliada para 5 milhões de toneladas/ano.

A empresa norueguesa de petróleo e gás Equinor, a francesa Total e a anglo-holandesa Shell são parceiras no projeto. No dia seguinte à aprovação do plano, o governo Noruegues concordou em financiar 80% do custo de 650 milhões de euros (cerca de R$ 4 bilhões) da primeira fase do projeto.

O projeto inicialmente pegará CO2 liquefeito de uma fábrica de cimento e o transportará por navio até o local de injeção. Um incinerador de Oslo também pode fornecer CO2 no futuro. Essa captura e armazenamento de CO2 poderá ser utilizado para compensar as metas de redução de carbono das empresas norueguesas.

Porém, muitos ambientalistas questionam o projeto. Para eles, esta solução pode desencorajar as empresas a buscarem tecnologia para, de fato, reduzir ou neutralizar suas emissões. Esta seria uma falsa solução, pois justificaria a manutenção da produção suja.

A captura e o armazenamento de carbono é uma alternativa que até agora teve dificuldades de se concretizar, devido aos elevados custos. Especialistas afirmam que seria mais eficaz, além de tecnologias não poluentes, conservar receptores naturais de carbono, como florestas tropicais, criando um mercado de compensação de carbono. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -