Sem neve, noruegueses apelam a pistas fechadas para esquiar

Em pleno inverno, resort indoor norueguês Snø vira primeira opção para praticantes de esqui depois de o país registrar um dos janeiros mais quentes de sua história

0
279
neve noruega esqui
O resort de ski indoor Snø foi inaugurado no mês passado, um dos janeiros mais quentes da história da Noruega

Na Noruega, janeiro costuma ser sinônimo de paisagens cobertas de gelo e neve e estações de esqui lotadas. Mas não em 2020. Neste ano, o país registrou a temperatura mais alta em um dia desse mês desde 1900, quando começam as estatísticas. Em Sunndalsora, a 400 quilômetros ao norte da capital, Oslo, os 19°C de 2 de janeiro ficaram 25°C acima da média histórica para o mês.

O quadro de temperaturas elevadas na Noruega no auge do inverno ganha cores vivas em pistas e estações de esqui. O resort norueguês Snø foi inaugurado há apenas um mês como uma nova atração no país que é considerado o berço do esqui moderno. Mas não se trata de uma estação que depende da neve natural. O espaço nasceu para receber visitantes em dias de forte nevasca no inverno ou para quem quer esquiar no verão, mas virou opção no inverno pela falta de frio.

LEIA TAMBÉM:
Aquecimento global muda ranking dos picos mais altos da Suécia
Islândia cria memorial para relembrar primeira geleira perdida para o aquecimento global
Com aquecimento global, praias da Noruega podem até sumir, diz pesquisador

“Os invernos estão um pouco mais inconstantes do que se poderia desejar”, disse o diretor-gerente da Snø, Morten Dybdahl, segundo a agência Bloomberg. “Eles ficaram mais curtos e há mais variação (de temperaturas). Isso que cria um mercado para uma instalação como esta.” O projeto foi concebido por Olav Selvaag, membro de uma das famílias mais ricas da Noruega, conhecida por projetos imobiliários. Entre seus proprietários está o bilionário norueguês Stein Erik Hagen.

Identidade cultural 

No mundo, o último mês de janeiro foi o mais quente em 141 anos de registros de temperaturas globais, de acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos. Na Noruega, o primeiro mês do ano foi ainda o segundo mais quente entre todos os janeiros na história, segundo o Serviço Copernicus de Mudanças Climáticas, ligado à União Europeia.

Esse cenário fez da atual temporada norueguesa de esqui uma das piores na história. Além de afetar a economia, isso também tem relevância para o cotidiano da população, já que o esporte é parte essencial da cultura e da identidade das pessoas.

Snø fica a cerca de 20 quilômetros da região central de Oslo. Sua pista tem mais de 500 metros de comprimento, até 100 metros de largura e uma diferença de altitude de 90 metros. Essas são as atrações do lado de dentro. Fora do complexo, no início desde mês, as densas florestas, que no passado estariam cobertas de branco, apresentavam um verde vibrante, e um lago nas proximidades havia descongelado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui