Início Escandinávia e Brasil Nascida com ideal vegano, única colônia finlandesa no Brasil completa 90 anos

Nascida com ideal vegano, única colônia finlandesa no Brasil completa 90 anos

Ao longo dos séculos XIX e XX, o Brasil recebeu grandes levas de imigrantes europeus, como italianos e alemães, um movimento que não se repetiu com os finlandeses. Mas isso não significa que não tenha surgido por aqui uma colônia de egressos da Finlândia. Sim, ela existe – e acaba de completar 90 anos de existência.

No último sábado, Penedo, distrito do município de Itatiaia, no sul fluminense, celebrou a fundação da única colônia finlandesa criada em solo brasileiro. A festa, realizada no Clube Finlândia, que desde os anos 40 concentra as atividades culturais dos imigrantes e seus descendentes, teve apresentações do grupo Amigos da Dança Folclórica de Penedo e do pianista João Carlos Assis Brasil. O embaixador da Finlândia no Brasil, Jouko Leinonen, também participou da celebração.

LEIA TAMBÉM
– Futebol: conheça Pia Sundhage, a sueca que comandará a seleção brasileira feminina
– Suécia está entre os dez países europeus que mais concedem cidadania a brasileiros
– Björk Digital: como é a mostra sobre a cantora islandesa que estreia no Brasil

Criada em 1929, a comunidade finlandesa de Penedo foi idealizada por Toivo Uuskallio, um agricultor e religioso que tinha uma utopia: fundar uma colônia naturalista, vegana, na qual se vivesse apenas da natureza. Com esse ideal, a colônia finlandesa diferenciou-se das fundadas por outros grupos de imigrantes, que procuravam reproduzir o modo de vida de seus países de origem.

Em busca de um clima tropical onde pudessem trabalhar com o cultivo de alimentos o ano inteiro, Toivo, sua esposa Liisa e mais 139 finlandeses arremataram a Fazenda Penedo, na época localizada no município de Resende. O grupo cresceu com a adesão de moradores da região e passou a cerca de 300 pessoas, que receberam um pedaço da terra para o plantio.

Com o tempo, a agricultura mostrou-se insuficiente para sustentar a população. Com isso, aos poucos, eles passaram do plantio de mudas de laranjeira para a criação de galinhas. Depois, construíram pensões para receber os turistas e apresentar o artesanato e a culinária finlandesas para quem passava pelo lugar. O turismo passou a ser a maior atividade econômica não apenas de Penedo, mas de todo o município: Itatiaia abriga parte do Parque Nacional do Itatiaia, na Serra da Mantiqueira, entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais.

As tradições têm sido preservadas não apenas nos sempre animados bailes do Clube Finlândia, nas lojas com nomes em finlandês ou nos cafés e restaurantes que servem iguarias do país. Ao lado da sede social do clube funciona hoje o Museu Eva Hilden da Arte e da Cultura Finlandesa de Penedo, que reúne peças e histórias dos colonos. O lugar abriga, por exemplo, a mala de madeira que trouxe a mudança da família Tammela, em 1930 – e, com um toque do senso de humor finlandês, a carcaça de um Nokia 6150, um dos primeiros celulares fabricados pela mais famosa das empresas finlandesas. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

“Scandinavian Way” é finalista nos EUA do prêmio PR Daily Awards

0
O Scandinavian Way é um dos finalistas do prêmio internacional PR Daily Awards, criado para identificar os melhores projetos do mundo nas áreas de...