Início Meio Ambiente e Sustentabilidade Na Noruega, carros elétricos já representam 54% das vendas

Na Noruega, carros elétricos já representam 54% das vendas

A Noruega bateu mais um recorde sustentável ano passado: os carros elétricos representaram 54% do mercado no ano passado, colocando o país nórdico como líder na corrida para tornar o transporte mais limpo. Em 2019 este percentual estava em 42%.

Ao incluir na conta veículos híbridos, que funcionam tanto a bateria elétrica como combustíveis fósseis, o percentual das vendas do ano passado vai a 83%. Segundo as autoridades locais, os carros movidos exclusivamente a gasolina em 2017 representavam 71% das vendas, já no ano passado somaram apenas 17%.

O país, com os resultados do ano passado, está à frente do cronograma proposto pelo próprio país. O projeto prevê que em 2025 todos os carros vendidos no país sejam com emissão zero, ou livre de combustíveis fósseis. O país tem uma série de incentivos fiscais para atingir este objetivo. Outras nações, como o Reino Unido seguem seu modelo, mas com metas mais distantes, como 2030.

Os incentivos tornam a compra da maioria dos modelos de veículos elétricos mais barata do que modelos similares a gasolina, de acordo com a Associação Norueguesa de Veículos Elétricos. Os compradores desfrutam de outros incentivos, incluindo o uso de faixas de ônibus e taxas reduzidas em balsas estaduais e estradas com pedágio.

Os dados de vendas de carro também mostram mudanças no negócio. No ano passado a Volkswagen superou a Tesla como maior vendedor de carros elétricos no país nórdico. A Noruega tem 10.000 pontos de carregamento disponíveis ao público, de acordo com a Norwegian Electric Vehicle Association.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -