Início Turismo e Cultura Islândia distribui vale-turismo para reativar setor no país

Islândia distribui vale-turismo para reativar setor no país

Com a indústria de viagens paralisada pela pandemia, governo islandês dará voucher turístico de R$ 185 a todos os maiores de 18 anos

Para reativar um dos setores mais importantes de sua economia, fortemente afetado pela crise do coronavírus, a Islândia criou um “vale-turismo”. Todos os cerca de 250 mil islandeses de mais 18 anos terão direito ao benefício de 5 mil coroas (cerca de R$ 185), em um programa que custará aos cofres públicos 1,25 bilhão de coroas (R$ 46,2 milhões).

O voucher, digital, começou a ser distribuído neste mês de junho e poderá ser gasto até 31 de dezembro. O dinheiro poderá ser usado ​​em serviços de turismo e lazer como restaurantes, hotéis, museus, saunas, áreas de camping e aluguel de carros. Caso não queira utilizar seus créditos, a pessoa terá a alternativa de repassá-los a parentes ou amigos.

As empresas que se credenciarem no programa poderão receber, no máximo, 20 mil vales-turismo, ou o equivalente a R$ 3,7 milhões. Até esta terça-feira (9/6), o site criado especialmente para apresentar os locais em que os vouchers poderão ser gastos já tinha mais de 4 mil empresas cadastradas.

O turismo, uma das indústrias mais afetadas pelo coronavírus no mundo, representa perto de 10% do produto interno bruto (PIB) da Islândia. A ministra do Turismo do país, Kolórdís Kolbrún Reykfjörð Gylfadóttir, reconhece que o vale-turismo não será capaz de salvar o setor dos efeitos da pandemia, mas, segundo ela, isso não quer dizer que a iniciativa seja inócua.

“Nós sabemos que 5 mil coroas a cada islandês com mais de 18 anos não significarão a vida ou a morte das empresas. Trata-se, antes de tudo, de uma medida simbólica”, afirma ela. “Mas ela será, sim, importante, especialmente para empreendimentos de menor porte.” O programa será também um estímulo adicional para os islandeses viajarem pelo próprio país nesta temporada de verão, que será muito menos concorrida do que o habitual.

Por R$ 550, turistas farão testes no aeroporto

A Islândia voltará a receber turistas estrangeiros na próxima segunda-feira, dia 15 de junho, com uma inovação: todos os visitantes poderão fazer testes de coronavírus já no aeroporto. Cada teste custará 15 mil coroas (R$ 550), com resultados que devem sair em cinco horas. Os turistas terão a opção de não fazer o exame. Para isso, no entanto, precisarão cumprir uma quarentena de duas semanas antes começarem de fato a circular pelo país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -