Greta Thunberg “vira” selo na Suécia

0
24
Thunberg alcançou fama global em 2018 depois que começou a faltar às aulas para protestar, sozinha com uma placa feita em casa, em frente ao parlamento sueco em Estocolmo, exigindo que seu governo tomasse medidas contra a mudança climática. (foto: PostNord)

A ativista ambiental Greta Thunberg se tornou o maior destaque da nova coleção de selos da Suécia. Em uma série sobre a preservação da natureza, uma imagem da jovem ativista foi retratada pelo ilustrador Henning Trollbäck em pé no topo de um penhasco rochoso vestindo uma capa de chuva amarela, com andorinhões voando ao seu redor.

“Estamos felizes que Greta, entre várias ilustrações de natureza importante, seja simbolizada em nossos selos”, disse Kristina Olofsdotter da PostNord, serviço nacional postal da Suécia. “Esses lugares naturais são muito importantes e todos nós precisamos fazer a nossa parte para preservá-los.”

A série, disponível a partir de quinta-feira, apresenta alguns dos 16 objetivos de qualidade ambiental recentemente elaborados pelo governo sueco, incluindo habitats designados como importantes para proteger, informou em nota o  PostNord. Outros selos do conjunto, destinados a cartas domésticas, apresentam altas montanhas e sua flora, uma floresta, uma paisagem agrícola e um pântano de biodiversidade única. Os selos europeus deste ano incluem uma foto do sapo manchado verde.

Greta Thunberg, que fez 18 anos no dia 3 de janeiro, se juntará a um seleto grupo de celebridades suecas que “se tornaram” selo no país, como o jogador Zlatan Ibrahimovic e a atriz Greta Garbo.

“Esperamos que, como uma grande empresa, possamos iluminar a questão climática muito importante, com a ajuda de um pequeno selo”, disse Olofsdotter. Vários milhões de selos serão emitidos, haverá muitos Gretas voando por aí”.

Thunberg alcançou fama global em 2018 depois que começou a faltar às aulas para protestar, sozinha, com uma placa feita em casa em frente ao parlamento sueco em Estocolmo, exigindo que seu governo tomasse medidas contra a mudança climática. Em poucos meses, mais de 2 milhões de estudantes em 135 países estabeleceram seus próprios piquetes, juntando-se à campanha de Thunberg “Greve escolar pelo clima”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui