Início Meio Ambiente e Sustentabilidade Gabão, o primeiro país africano a receber pela redução das emissões de...

Gabão, o primeiro país africano a receber pela redução das emissões de carbono

Com quase 90% do seu território coberto por florestas, o Gabão se tornou o primeiro país africano a receber pela redução na emissão de gases. E o financiador desta iniciativa é a Noruega, que já destinou US$ 150 milhões, decorrentes de um acordo fechado, via ONU, em 2019.

Como o país africano conseguiu demonstrar que reduziu o desmatamento entre 2016 e 2017, registrando queda em suas emissões de carbono no período, o país já recebeu a primeira parcela de US$ 17 milhões.

Este é o primeiro resultado pratico da Iniciativa Florestal da África Central (Cafi, na sigla em inglês), que conta com o apoio da ONU e o interesse dos países nórdicos em seu financiamento.

O valor, até o momento, é mais simbólico: esta primeira parcela equivale a 0,1% do PIB do Gabão. Mas é um passo significativo. Países como a Noruega querem ampliar este tipo de parceria. O objetivo é conseguir desfazer a lógica do desmatamento em grandes países florestais. 

Para os países nórdicos o importante é a reversão de uma tendência preocupante. A Noruega é a maior financiadora do Fundo Amazônia, sistema de compensação financeira por redução de desmatamento. Porém, por desentendimentos do governo brasileiro, o mecanismo está parado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

O presidente finlandês Sauli Niinistö com o americano Donald Trump: a Finlândia proclamou sua independência da Rússia há mais de um século

“A Finlândia é parte da Rússia?” Livro revela pergunta de Trump

0
Donald Trump certa vez perguntou a seu chefe de gabinete se a Finlândia fazia parte da Rússia - e isso quando o presidente dos...
- Publicidade -