Finlandeses criam tecnologia que acelera testes de coronavírus

Inovação da Xfold Imaging, que integra uma rede de empresas do país dedicadas à luta contra a covid-19, deixa microscópios dezenas de vezes mais precisos

0
261
Rede na Finlândia já tem mais de 40 empresas dedicadas a inovações para melhorar testes e combater o coronavírus
Representação do coronavírus: rede finlandesa já tem mais de 40 empresas dedicadas a inovações para combater a pandemia (Foto: Markus Spiske)

A startup Xfold Imaging, da Finlândia, acaba de apresentar uma tecnologia que acelera os resultados dos testes de coronavírus. A empresa criou uma lâmina especial de vidro que deixa os microscópios dezenas de vezes mais precisos. Isso abre a possibilidade de se identificar o vírus até um dia antes do que ocorre com as tecnologias disponíveis atualmente.

Na superfície, a lâmina parece um vidro comum. No entanto, a nanocobertura desenvolvida pela startup torna mais nítida a visualização das amostras, o que permite saber com mais precisão, e em menos tempo, se a pessoa foi infectada. A invenção dos finlandeses pode reforçar a luta global contra a pandemia, embora sua utilidade não se restrinja a casos de covid-19.

“Hoje, o coronavírus pode ser detectado de três a cinco dias depois de a pessoa ter sido exposta a ele. Nossa tecnologia reduz esse tempo em até 24 horas”, diz, em comunicado, Timo Jäntti, CEO da empresa. “Ela também pode ser usada para observar com mais rapidez o efeito de medicamentos que estão em fase de estudos, sem que isso exija novos equipamentos ou processos de trabalho.”

Em linhas gerais, um microscópio faz uma “fotografia” das amostras de material humano colhidas nos exames. As amostras passam por diferentes fases de preparo e “banhos”, que evitam a deterioração do material e as deixam aptas a receber corantes fluorescentes; são eles que mostram fazem “brilhar” os vestígios da passagem do vírus pelo corpo da pessoa.

Os “banhos” reduzem o tempo de vida das células, o que dificulta o trabalho dos pesquisadores. O que a nanocobertura criada na Finlândia faz é eliminar a parte dos tratamentos aos quais as amostras são submetidas para a realização dos testes – sejam eles do coronavírus ou não. Com isso, uma célula viva pode ser observada por muito mais tempo.

Rede de empresas na luta contra a covid-19

Criada em 2019 por pesquisadores da Universidade de Aalto e da Universidade de Helsinque, a Xfold Imaging faz parte de uma lista de empresas finlandesas que têm apresentado soluções inovadoras para o combate à covid-19. A relação tem sido atualizada pela Health Capital Helsinki, uma rede de colaboração na área de saúde formada pelos setores público e privado e também pelo meio acadêmico.

As chamadas health techs finlandesas que se dedicam a soluções contra a covid-19 têm atuado em frentes que vão do aumento da eficiência dos microscópios – caso da Xfold Imaging – à pesquisa de vacinas; de novas interfaces para respiradores hospitalares a sistemas de logística para agilizar a chegada dos pacientes aos hospitais. A Health Capital Helsinki já identificou mais de 40 dessas empresas. A lista completa está aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui