Finlândia cria seu primeiro jornal (impresso) para crianças

O "Lasten Uutiset" nasceu na internet, mas, com o interesse dos pequenos leitores, ele acaba de ganhar também uma versão em papel

0
288
A jornalista Fanny Fröman com a edição impressa do jornal
Papel de peso: a jornalista Fanny Fröman com a edição impressa do "Lasten Uutiset" (Foto: HS / divulgação)

A Finlândia ganhou neste mês de agosto o primeiro jornal voltado especificamente a crianças. Lançado pelo centenário Helsingin Sanomat, o maior jornal do país, o Lasten Uutiset – ou, literalmente, “Notícias Infantis” – terá edição semanal, em papel, com 24 páginas. A edição de estreia circulou no último dia 19.

O periódico é um desdobramento do título – bem-sucedido – que o Helsingin Sanomat lançou para o público infantil há quatro anos. Até 2020, sua atualização era semanal, mas, durante a pandemia, a frequência de produção dos materiais passou a ser diária. As crianças ficaram em casa por causa das medidas de isolamento social adotadas no país – e também queriam se informar sobre o coronavírus.

O conteúdo é para leitores em idade escolar, mas não há nada de infantilizado nos temas de cobertura. “Nós contamos tudo o que acontece nas áreas de esportes, cultura, noticiário internacional e da Finlândia”, explica a jornalista Fanny Fröman. Ela comandou os boletins digitais desde o início do projeto e viu sua popularidade crescer entre crianças em idade escolar.

Reforços na equipe

Para a nova fase, a estrutura do Lasten Uutiset passou a contar com outros dois jornalistas e um designer gráfico. A iniciativa contraria o senso comum sobre o baixo interesse das novas gerações no noticiário. Além disso, ela mostra que pode haver interesse em jornais impressos mesmo entre os pequenos leitores nascidos na era dos smartphones.

A Finlândia é um dos países com os níveis mais elevados de liberdade de imprensa no mundo. E a credibilidade do jornalismo profissional é igualmente elevada: durante a pandemia, jornais, canais de TV, portais de notícias e outros veículos da imprensa tradicional apareceram entre as fontes de informação mais confiáveis entre os finlandeses, segundo uma pesquisa feita pela Universidade de Helsinque (o Scandinavian Way falou sobre o levantamento aqui).

Nas escolas finlandesas, os estudantes aprendem a diferenciar notícias verdadeiras das chamadas fake news. Mas, mesmo com esse histórico, as crianças do país ainda não tinham um jornal específico para elas (como há, por exemplo, em outras nações nórdicas, como Noruega e Suécia). O Lasten Uutiset será entregue para assinantes e terá também vendas em bancas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui