Degelo causado por aquecimento global revela artefatos de seis mil anos na Noruega

0
82
Objetos escondidos há seis mil anos são descobertos na Noruega (Foto: National Geographic)

Um estudo arqueológico publicado no jornal The Holocene aponta que pesquisadores encontraram artefatos de até seis mil anos na Noruega. Entre as principais peças encontradas há flechas de caçadores de renas, restos de chifres de rena, bastões da Idade do Ferro usados ​​na caça e um sapato de 3.300 anos da Idade do Bronze. 

Os estudos ocorreram nas montanhas Jotunheimen, que estão localizadas a 320 quilômetros ao norte da capital, Oslo, onde há a geleira Langfonne. Porém, nas últimas duas décadas, a cobertura de gelo na região recuou mais de 70%.

“Com o gelo agora recuando devido à mudança climática, a evidência da caça antiga em Langfonne está reaparecendo do que é, em essência, um arquivo congelado”, disse Lars Pilø, o principal autor do estudo e arqueólogo do Innlandet County Council, em um comunicado. “O derretimento do gelo, por mais triste que seja, oferece uma oportunidade arqueológica sem precedentes para novos conhecimentos”. 

Segundo o estudo, foram localizadas 68 flechas. No total, foram localizados artefatos de vários períodos, da Idade da Pedra até o Período Medieval. Algumas das flechas, com mais de 4.000 anos, não estão em bom estado de conservação. Dados tecnológicos apontam que parte do estrago nestes materias pode ter sido causado por deformações na formação de gelo. Porém outros artefato foram localizados em perfeito estado de conservação.

“Manchas de gelo não são seus sítios arqueológicos regulares. Mas A arqueologia glacial tem o potencial de transformar nossa compreensão da atividade humana nas altas montanhas e além”, afirmou Pilø.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui