Início Sociedade Coronavírus chega às Ilhas Aland, única área nórdica ainda livre

Coronavírus chega às Ilhas Aland, única área nórdica ainda livre

Com 29 mil habitantes, território semiautônomo controlado pela Finlândia é um dos lugares menos povoados do mundo a registrar casos de Covid-19

Dos cinco países soberanos e três territórios semiautônomos que formam a região nórdica, apenas um, o menor deles, seguia livre do coronavírus: as Ilhas Åland. Esse quadro acaba de mudar. No último sábado (21/3), o governo confirmou os dois primeiros casos de contaminação no arquipélago.

A chegada do vírus às Ilhas Åland faz do território, com seus 29 mil habitantes, um dos lugares menos povoados do planeta a ter casos da infecção respiratória Covid-19. Segundo levantamento feito pelo Scandinavian Way, apenas as ilhas caribenhas de Montserrat (5 mil habitantes) e St. Barts (9 mil), além do Vaticano (mil), têm população menor que a do arquipélago.

Controladas pela Finlândia, mas com governo e parlamento próprios, as Ilhas Åland dependem do turismo para gerar arrecadação. Por ano, o número de visitantes que passam pelo território para ao menos um pernoite chega a 1,8 milhão; além disso, cerca de 20% dos trabalhadores do setor privado atuam no setor. Agora, com o coronavírus e as restrições para viagens impostas por vários países, o arquipélago já se prepara para tempos muito difíceis.

Os turistas desapareceram

Desde a última segunda-feira (16/3), quando o governo finlandês declarou estado de emergência – medida que inclui as Ilhas Åland – no país, quase todas as reservas de chalés para as próximas semanas e para o feriado de Páscoa no arquipélago foram canceladas. A Visit Åland, agência de promoção turística do arquipélago, já detectou que há grupos de turistas cancelando até viagens que estavam marcadas para agosto e setembro.

Suecos e finlandeses formam a maioria dos turistas que visitam as ilhas. Como os dois países estão pedindo a seus cidadãos que não viajem ao exterior durante a crise do coronavírus, o arquipélago está virtualmente sem visitantes. “Ficamos horrorizados ao ver o que acontecerá no verão”, disse Lotta Berner Sjölund, CEO da Visit Åland, à emissora pública finlandesa Yle.

Até este domingo (22/3), já havia mais de 7 mil casos confirmados de infecção pelo coronavírus nos países da Escandinávia. De acordo com o Centro de Sistemas de Ciência e Engenharia da Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, a Covid-19 já matou 43 pessoas na região; a Finlândia, onde a doença ainda não havia causado mortes, registrou a primeira neste domingo. Além das Ilhas Åland, os outros dois territórios nórdicos semiautônomos – Ilhas Faroe e Groenlândia, ambos controlados pela Dinamarca – confirmaram seus primeiros casos de coronavírus nos dias 8 e 16 de março, respectivamente.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

“Scandinavian Way” é finalista nos EUA do prêmio PR Daily Awards

0
O Scandinavian Way é um dos finalistas do prêmio internacional PR Daily Awards, criado para identificar os melhores projetos do mundo nas áreas de...