Início Meio Ambiente e Sustentabilidade Com reciclagem e incineração, apenas 1% do lixo finlandês vai para aterros

Com reciclagem e incineração, apenas 1% do lixo finlandês vai para aterros

Os finlandeses alcançaram nível de sofisticação no destino dado a seus resíduos sólidos de fazer inveja aos brasileiros – e, aliás, a quase todos os países: na Finlândia, apenas 1% do lixo produzido no país vai parar em aterros sanitários. Os dados foram divulgados na última quarta-feira (9/1) pela Statistics Finland, agência responsável pela estatíticas oficiais do país.

Os números, referentes a 2017, mostram uma evolução em relação a um quadro que já era invejável – no ano anterior, 3% do lixo finlandês ia parar em aterros. A Finlândia produz 2,8 milhões de toneladas de resíduos por ano, o que equivale a cerca de 500 quilos por habitante.

O país conseguiu esse feito com a disseminação da reciclagem e também da incineração. De todos os dejetos produzidos no país, 39% são reciclados, enquanto 60% são queimados em incineradores, informa a agência pública de notícias YLE. Contribuem para o quadro geral iniciativas como a do projeto de expansão urbana de Vantaa, cidade vizinha da capital, Helsinque. Lá, o projeto Marja-Vantaa, projetado para até 27 mil moradores e que está em construção, já nasce com um sistema de recolhimento subterrâneo de dejetos [foto]. 

E a incineração não significa desperdício de recursos. A queima dos resíduos é utilizada para alimentar sistemas de aquecimento residencial.

Para efeito de comparação, um terço de todos os resíduos urbanos gerados na América Latina e no Caribe ainda acaba em lixões ou no meio ambiente, segundo um relatório da ONU Meio Ambiente publicado no último mês de outubro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -