Início Escandinávia e Brasil Celulares da finlandesa Nokia retornam ao Brasil após seis anos

Celulares da finlandesa Nokia retornam ao Brasil após seis anos

Uma das pioneiras da telefonia móvel no país, a marca voltou a comercializar seus aparelhos no mercado brasileiro

Presente na memória afetiva de muitos consumidores, a Nokia já foi a líder em vendas de telefones celulares no Brasil e no mundo. Eles estavam distantes do mercado brasileiro desde 2014, mas, para quem pedia sua volta, a espera chegou ao fim: os celulares da marca, um orgulho da Finlândia, acabam de reaparecer no país.

As vendas de aparelhos da Nokia no Brasil recomeçaram no último domingo (3/5), por meio de uma parceria com a varejista Multilaser, especializada em eletroeletrônicos. A reestreia foi com o modelo Nokia 2.3, aparelho de entrada de seu portfólio. Equipado com o sistema operacional Android, ele custa R$ 899.

O retorno da marca ao mercado brasileiro passou a ser considerado uma questão de poucas semanas no início do mês passado. No dia 9 de abril, o aparelho escolhido para o retorno recebeu sinal verde do Sistema de Certificação e Homologação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), etapa necessária para que um celular possa ser comercializado no país.

A razão do afeto

Ao longo dos anos, os celulares da Nokia construíram a fama de resistentes, mas a relação afetiva de muitos consumidores com a marca tem ainda outras razões. Ela foi uma das pioneiras do início da massificação da telefonia móvel no país, ainda no fim dos anos 90. Isso significa que o primeiro aparelho celular de muitos brasileiros foi da finlandesa.

Por mais de uma década, entre 1998 e 2011, a Nokia liderou o mercado de telefones móveis no mundo – em 2008, ela respondeu por quase 40% das vendas globais. A companhia, que tem na infraestrutura de telefonia um de seus principais negócios na atualidade, perdeu espaço com a chegada dos smartphones. Em 2010, ela vendeu sua divisão de telefonia móvel para a Microsoft por US$ 7 bilhões.

No entanto, hoje, os celulares da marca são um negócio encabeçado novamente por finlandeses. Ex-executivos da própria Nokia fecharam em 2016 um acordo de licenciamento para explorar a marca no mercado de telefonia móvel. A HMD Global, empresa responsável pelo licenciamento, está sediada em Espoo, cidade da região metropolitana de Helsinque onde também fica a sede global da Nokia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -