Início Meio Ambiente e Sustentabilidade Carros elétricos vão garantir metas ambientais da Noruega em 2020

Carros elétricos vão garantir metas ambientais da Noruega em 2020

País oferece subsídios e outros incentivos para disseminar veículos não-poluentes, que em abril passaram a representar mais de 10% da frota

Em 2020, a Noruega deve conseguir cumprir suas metas anuais de emissões de poluentes pela primeira vez – e o feito deve ser alcançado graças aos carros elétricos. Caso as previsões se concretizem, este será marco para a política ambiental norueguesa, que inclui subsídios e outros estímulos para a adoção de veículos movidos a eletricidade.

As emissões norueguesas de poluentes caíram 3,4% em 2019 em relação ao ano anterior, para seu menor volume em 27 anos. Caso a tendência se mantenha, suas emissões cairão mais 1,7 milhão de toneladas de CO2 equivalente, para 48,6 milhões de toneladas. Isso as colocaria dentro da meta estabelecida pelo Parlamento, que prevê redução de 30% na emissão de poluentes em relação aos níveis registrados em 1990. A Noruega prevê compensar 100% de suas emissões de gases poluentes até 2050, no máximo.

Em abril, os carros elétricos passaram a representar mais de 10% de toda a frota em circulação na Noruega, segundo registro feito no início desta semana pela Associação Norueguesa de Carros Elétricos. O país já é, proporcionalmente, o campeão mundial em adoção de modelos elétricos. Agora, argumenta a entidade, os resultados das políticas norueguesas ficarão mais evidentes.

Recuo histórico

As vendas de diesel e gasolina caíram em 2019, acumulando três anos consecutivos de declínio. Antes desse intervalo, a Noruega só tinha registrado recuos semelhantes em 1974, durante a crise internacional do petróleo, no crash das bolsas de valores ocorrido em 1987 e na crise financeira global de 2008-2009.

A diferença entre o declínio dos últimos três anos e os registrados nos choques de demanda anteriores é que, dessa vez, não há uma grande crise econômica por trás do fenômeno. No triênio 2017-2019, os noruegueses consumiram 336 milhões de litros a menos de gasolina e diesel. Essa diminuição é maior que a queda total (de 321 milhões de litros) das crises de 1974, 1987 e 2008-2009.

Com uma das políticas ambientais mais avançadas do mundo, a Noruega tem nas hidrelétricas sua maior fonte de geração de eletricidade. Por outro lado, ambientalistas e críticos da estratégia norueguesa apontam um grande paradoxo: o país é o maior produtor e exportador de petróleo da Europa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -