Início Sociedade Capital da Finlândia pensa em adotar o inglês de forma mais efetiva...

Capital da Finlândia pensa em adotar o inglês de forma mais efetiva de olho nos negócios

Voltou com força a ideia de Helsinque, capital da Finlândia, adotar a língua inglesa de forma mais efetiva para melhorar a performance dos negócios. Essa ideia vem tomando forma e visa melhorar o acesso de todos os cidadãos a serviços de ensino de inglês, mas ta,bém adotar o inglês como língua de serviço e promover a inclusão de informações públicas tanto em finlandês quanto em inglês. A proposta tem a simpatia de muitos, mas os custos sobre a sua implantação ainda geram certa incerteza quanto ao avanço do projeto. 

“O multilinguismo tem benefícios econômicos significativos, apesar de seus custos. A acessibilidade linguística facilitaria, por exemplo, a retenção de talentos e estudantes internacionais na Finlândia, explicou Alviina Alametsä, vereadora que representa a Liga Verde, autora da proposta.

Essa ideia não é nova, no ano passado, o prefeito de Helsinque Juhana Vartiainen apresentou a possibilidade de declarar a capital em uma cidade de língua inglesa. No mês passado, o prefeito disse estar animado com a nova proposta, lembrando que a cidade continua precisando de talentos internacionais e deve se esforçar para ser funcional também para eles.

“Sou fortemente a favor de Helsínquia ser uma cidade onde também se pode conviver em inglês”, afirmou.

Uma proposta semelhante, no entanto, foi apresentada em 2018 por Mari Holopainen, vereadora da Liga Verde. Holopainen é um dos 17 conselheiros que manifestaram seu apoio também à proposta mais recente.

“Os tempos e o humor podem mudar na política. Quando coletamos as assinaturas, percebemos que há apoio à proposta”, disse Alametsä a Helsingin Sanomat.

Em 2018, a maior parte das críticas partiu dos custos associados à proposta. A designação do inglês como idioma de serviço não apenas levaria a um aumento acentuado nos custos de tradução, mas também criaria novos custos em administração, colaboração cidade-estado e treinamento de pessoal, observou a cidade em sua resposta há quatro anos.

Os dirigentes dos maiores grupos políticos do conselho continuam inseguros sobre a proposta.

Daniel Sazonov, da Coalizão Nacional, concordou que os serviços deveriam estar mais prontamente disponíveis em inglês. “Mas não acho que valha a pena em um tamanho desse tamanho traduzir tudo para o inglês”, acrescentou.

Também Reetta Vanhanen da Liga Verde chamou a atenção para os custos associados à proposta, considerando que a conveniência é importante. “A promessa de serviços tranquilos em inglês teria que ser cumprida em todos os lugares;” ela disse para Helsingin Sanomat.

A cidade de Helsinque decidiu recentemente aumentar a entrada no ensino básico de língua inglesa em uma tentativa de apoiar a instalação de talentos de língua estrangeira na cidade. Vartiainen disse que é particularmente importante que agora seja possível se inscrever no ensino básico em inglês durante todo o ano letivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

O presidente finlandês Sauli Niinistö com o americano Donald Trump: a Finlândia proclamou sua independência da Rússia há mais de um século

“A Finlândia é parte da Rússia?” Livro revela pergunta de Trump

0
Donald Trump certa vez perguntou a seu chefe de gabinete se a Finlândia fazia parte da Rússia - e isso quando o presidente dos...
- Publicidade -