Início Sociedade As seis marcas escandinavas que ditarão moda em 2021

As seis marcas escandinavas que ditarão moda em 2021

O estilo nórdico é algo que, cada vez mais, tem uma identidade própria e uma legião maior de fãs. Para muitos a região é lembrada pela gigante H&M, que rivaliza no mundo com a espanhola Zara, como marca de tendência para o dia-a-dia. Mas no mundo do luxo, as exclusivas grifes dinamarquesas Helmstedt e Cecilie Bahnsen se tornaram referência em 2020. O fato é que a moda escandinava está em seu melhor momento. Prova disso é que o badalado site Who What Wear, de Los Angeles, listou as seis marcas da região que vão dar o que falar em 2021.

1. Hosberg
Fashionistas já viram peças da Hosbjerg no Instagram, com suas icônicas calças metálicas. A marca com sede em Copenhagen foi fundada em 2014 por Camilla Hosbjerg, uma ex-jogadora profissional de badminton, que conseguiu combinar sua experiência atlética com cores ousadas e estampas ousadas e extravagantes. Até agora, a Hosbjerg expandiu suas ofertas nos Estados Unidos para lojas como Urban Outfitters e Lisa Says Gah, mas prevemos que estará em muito mais lojas em 2021.

2. All Blues
Embora a cena joalheira da Escandinávia ainda não tenha explodido nos EUA como mais marcas focadas em roupas, esta é uma das apostas para 2021. E o nome mais importante neste grupo é o da All Blues, projeto dos amigos Frederik Nathorst e Jacob Skragge. Embora não seja totalmente nova – lançada em 2010 – a linha criada em Estocolmo está agora atingindo seu ritmo com peças exclusivas e cuidadosamente projetadas feitas de prata reciclada.

3.House of Dagomar
Esta marca sueca é feita para quem não abre mão da sustentabilidade e quer se vestir com linhas vanguardistas. No ano passado, a marca criou uma subcoleção de estilos com consciência ecológica chamada Good Choice, e afirma que, para 2021, 85% de todas as suas peças serão feitas de maneira ética e sustentável. Isso, claro, sem perder sua identidade única.

4. Studio Onyva
A dinamarquesa Studio Onyva se difere das demais marcas desta lista: aposta em cores, muitas cores. Ideal para as “scandi-girls” do Instagram, as peças possuem tecidos únicos, silhuetas peculiares e as estampas legais que lembram as roupas da vovó.

5. Louis Abel
Segunda marca de jóias da lista, a sueca Louis Abel se diferem no mercado. Seus brincos redemoinhos e anéis ondulados são suas marcas registradas. A novidade é que as peças são inspiradas na natureza, conta o fundador da marca, Jimmy Loutfi.

6. Sabina Sommer
Poucas coisas são mais características da moda escandinava que um vestido grande. E a dinamarquesa Sabina Sommer sabe como ninguém explorar o que essas peças proporcionam: golas grandes, vestidos grandes e mangas perfeitamente bufantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia também

direito ao esquecimento bandeira da Suécia

“Direito ao esquecimento” faz Google levar multa recorde na Suécia

0
Na última semana, o descumprimento do chamado "direito ao esquecimento" fez o Google levar uma multa sem precedentes na Suécia. Com base em uma...
- Publicidade -